Imunoterapia

A imunoterapia é a mais moderna ferramenta para se tratar doenças.  Imunoterpaia é o tratamento das doenças  com  substâncias produzidas a partir da própria doença . Consiste em produção de anticorpos que são fabricados em laboratório a partir de células doentes do hospedeiro. Isto é retirar células de um tumor e transformar essas em laboratório que  quando devolvidas ao paciente funcionem como anti-tumor. No caso de outras doenças se retiram sangue ou liquor do paciente e se modifica em laboratório ( usando animais  ou cultivo de células) e se cria anticorpos contra a doença. Ou seja células irmãs que viram inimigas  A Imunoterapia  foi primeiramente descrita pelo cirurgião norte-americano Willian Coley,  em 1890. Quando ele observou que um tumor de pescoço de um paciente que foi infectado por uma bactéria regrediu e o indivíduo ficou curado. Daí ficou descrita como a Toxina de Coley.  Com o evoluir da ciência quase um século depois  em 1970  os pesquisadores Georges Köhler e César Milstein  tentaram criar uma célula que fabricasse anticorpos, para isso eles  desenvolveram o método de fusão de duas células. Um linfócito B   com  células  de um tumor de linfócitos B ( linfomas de células B) Assim eles  criaram um anticorpo monoclonal, monoclonal porque reconhece somente aquele epitomo ( específico).  Com o  avanço da Biologia Molecular ( medicina molecular) as técnicas de imunoterapia vem se desenvolvendo muito e segundo o Professor José Alexandre Marzagão Barbuto da USP departamento de imunologia , já podemos desenvolver vacinas anti tumorais que ele chama de imunoterapia ativa e de anticorpos como terapia passiva. A imunoterapia tira a venda do sistema imunológico permitindo que sejam reconhecidas as células agressoras e o próprio organismo de  combate . Esse mecanismo seria o caminho para se erradicar o câncer conforme pensa a oncologista Clarissa Mathias .  Os Fármacos mais utilizados atualmente para determinados melanomas com essa função são o Ipilumumabe  e o nivolumabe , são anticorpos monoclonais produzidos em laboratório que quando associados dão um resposta muito boa nesse tumores de difícil tratamento. As pesquisas estão avançando e já muitos outros anticorpos estão sendo usados e mesmo em nosso serviço  já aplicamos. É preciso se conhecer muito da clinica do paciente pois esses têm várias contraindicações. Cada paciente precisa ser estudado individualmente, do ponto de vista cardiológico, renal, ocular, viral , fungos e bacteriano. A imunoterapia vem crescendo muito nas doenças alérgicas, renites e hepatites .  Esse é um campo muito novo mas de extrema  importância e pode determinar o futuro da medicina . A medicina Molecular. DR Jose Valdai de Souza – Julho de 2016 

importância e pode determinar o futuro da medicina . A medicina Molecular. DR Jose Valdai de Souza – Julho de 2016  


 

 
©2009 All Rights Reserved Dr Valdai.
 
Web designer